postado em: 14/05/20 as 16:00, atualizado em: 14/05/20


ONG Filhas do Boto Nunca Mais adere a Campanha SOS.RO


A campanha “SOS.RO: Juntos, somos mais fortes!”, continua a distribuir os alimentos arrecadados pelos parceiros e a população. Desde março, a campanha tem coletado comida e dinheiro para aquisição de cestas básicas a serem entregues para às famílias em estado de vulnerabilidade social e, sobretudo, afetadas pela propagação do Covid-19 (coronavírus). A Organização Não Governamental Filhas do Boto Nunca Mais aderiu a campanha ao ajudar na identificação das famílias mais necessitadas em Porto Velho.

Com o apoio dos voluntários da Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA-RO), 50 cestas básicas foram distribuídas para amparar mães autônomas e desempregadas que estão sem renda alguma durante a Pandemia, e por serem conhecedoras das ações sociais desenvolvidas pela ONG acabam pedindo a ajuda aos voluntários.

A presidente da ONG Filhas do Boto Nunca Mais, Anne Cleyanne Alves, conta como foi a experiência para efetuar as entregas dos donativos. “Nesse contento houve uma vizinha da contemplada que estava precisando de cesta básica também, mas como todas foram direcionadas, naquele momento, não foi possível conceder. E foi lindo ver os atos de solidariedade como de pessoas que ganharam a cesta e dividiram o que tinha com quem não ganhou. Isso nos mostra que a solidariedade é que irá mudar o mundo”, destaca emocionada.

A distribuição dos alimentos foi feita na sede da ONG Filhas do Boto Nunca Mais, situado na Rua México, no bairro Embratel. Para tornar possível a distribuição dos mantimentos, foi necessário dividir os horários para evitar aglomerações. Os dados das famílias necessitadas foram obtidos por telefone e as fichas foram preenchidas pela equipe de apoio da ADRA para que cada beneficiado chegasse e assinasse o termo de recebimento dos donativos. Os voluntários também orientaram as famílias a evitar levar crianças e comparecer o mínimo de pessoas possíveis da mesma família por medida de segurança. A equipe de apoio realizou a distribuição das cestas básicas com o uso dos equipamentos individuais de proteção (EPIs) para evitar qualquer chance de contágio. “A pandemia limitou muitas pessoas as suas atividades que geram renda e as cestas básicas garantem que essas famílias não só se alimentem, mas tenham saúde mental por ter menos preocupação com o seus filhos, pois eles terão o que comer. É um ato de humanidade que também salva vidas”, pontua.

A Associação Filhas do Boto Nunca Mais foi criada em 2017 como um coletivo de mulheres que entendiam a necessidade de se discutir e cobrar políticas públicas como a falta da delegacia especializada com atendimento 24 horas. O crescente número de feminicídio e os abusos sexuais intrafamiliares do qual as vítimas não sabiam nem onde denunciar e quando denunciavam eram questionadas porque não denunciaram antes o ocorrido ou desacreditadas pela família por causa uma cultura do Estado secular e ocultada pela lenda do boto estimularam a fundação da entidade. “A lenda do boto foi criada para ocultar os estupros de pais, tios ou avós que engravidavam as adolescentes em casa e diziam que os nenéns eram do boto e que ainda existe vestígio dessa cultura entre nós. As ações do Filhas do Boto Nunca Mais são variadas e estão ao alcance da população ao levar educação com palestras, efetivação de políticas públicas e atendimento direto as vítimas de abusos familiares. Muitas vezes chegam a mais de 2 mil mulheres, entre crianças e adolescentes por ano. Nesse momento de pandemia já foram atendidas, de acordo com registro de dados que temos, mais de 700 famílias. Um trabalho que conta com parcerias como a CUFA, AMERON, campanha SOS.RO e os seguidores de nossas páginas que fazem doações, ações de troca de máscaras por leite, fralda, absorvente e massa de mingau”, completa a presidente da Associação.

Doações Campanha SOS.RO

A campanha SOS.RO é um projeto de mobilização social, idealizada pelos membros da Associação dos Magistrados do Estado de Rondônia (Ameron), Associação dos Membros do Ministério Público Estadual (Ampro), Associação dos Defensores Públicos de Rondônia (Amdepro) e Tribunal de Contas do Estado, com o apoio de diferentes grupos da sociedade que, sensibilizados pela escassez de recursos da população mais carente, em razão das consequências advindas pela necessidade de isolamento social decorrente da pandemia ocasionada pelo Covid-19.

As doações podem ser entregues na sede social da Associação dos Membros do Ministério Público (AMPRO) que fica localizada na Rua Itália, 2263, Ipase Novo. E ainda no SESC Esplanada situado na Avenida Presidente Dutra, 4175, Olaria. Ou se ainda preferir fazer a doação sem sair de casa, pode realizar depósitos na conta: ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DO ESTADO DE RONDÔNIA – AMERON, CNPJ: 04.917.407/0001-39, Banco Sicoob (756), Agência: 3325, Conta Corrente: 61.580-3.

Fonte: Assessoria de Comunicação - Ameron

comments powered by Disqus