postado em: 11/11/19 as 09:20, atualizado em: 12/11/19


Presidente da Ameron é eleito conselheiro fiscal da nova administração da AMB


O presidente da Associação dos Magistrados do Estado de Rondônia (Ameron), desembargador Alexandre Miguel, integra a nova diretoria administrativa da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB). Liderada pela juíza Renata Gil Alcântara Videira, a Chapa “AMB + Forte. Uma só magistratura” obteve o total de 79,4% dos votos e se tornou a primeira presidente mulher da associação nacional de magistrados. A contagem dos votos aconteceu na noite da última sexta-feira (8).

Os associados puderam votar por sobrecarta, presencialmente na AMB, por atas enviadas pelas associações regionais ou por votação online. Em Rondônia, 170 associados estiveram aptos a votar. Ao todo a chapa 2 denominada “AMB + Forte. Uma só magistratura” encabeçada pela juíza Renata Gil foi eleita com um total de 6.584 votos (79,32%) – em Rondônia a porcentagem de votos superou os 80%. A chapa 1 nomeada como “Magistratura Independente”, liderada pelo juiz Luiz Gomes da Rocha Neto, ficou em segundo lugar com 951 votos. E a chapa 3 “Unidade (da carreira) e (é) Independência (da Magistratura) que teve como candidato à presidência, o atual presidente da Amatra-12, José Carlos Kuzler, ficou em terceiro lugar com 765 votos.

A juíza Renata Gil fez parte da vice-presidência Institucional da AMB na gestão do presidente Jayme de Oliveira, se licenciou do cargo no dia 03 de setembro para concorrer às eleições. A vitória nas urnas representa a continuidade dos trabalhos da situação, fato que não ocorria desde 2010.

“Muito obrigada a todos os magistrados que apoiaram o nosso projeto de unidade nacional. A vitória confirma o anseio da Magistratura em trabalhar unida pela defesa da classe. É com enorme orgulho e satisfação que representarei a Magistratura brasileira neste próximo triênio. Magistratura firme, dedicada, independente e, sobretudo, competente”, disse a magistrada após o anúncio do resultado.

A eleição da juíza Renata Gil também significou avanços para a magistratura de Rondônia, representada pelo presidente da Ameron, desembargador Alexandre Miguel. O magistrado rondoniense compõe o conselho fiscal da nova diretoria que conduzirá as ações da AMB até 2022. “Gostaria de agradecer o voto de confiança de todos os magistrados, mas em especial, aos colegas de Rondônia. O resultado nas urnas expressa a resposta ao trabalho que temos desenvolvido em aliança com a AMB no sentido de levar melhorias para a judicatura e é assim que pretendemos conduzir as ações nos próximos três anos para que continuemos a avançar nas pautas de interesse da magistratura”, destaca o presidente da Ameron.

Fonte: Assessoria de Comunicação - Ameron

comments powered by Disqus